domingo, 12 de dezembro de 2010

Domingo

Café numa esplanada junto ao farol da Guia.
Temperatura agradável.
Nenhum vento.
Um sol que, por vezes, espreitava envergonhado.



Biblioteca Itinerante da Gulbenkian.
Que viajava de terra em terra.
Onde cada pessoa podia requisitar 3 livros.
E tinha um mês para lê-los.
Outros tempos.
Que dão que pensar!


Aderi à campanha de angariação de instrumentos musicais para escolas de música de Moçambique e do Médio Oriente.
Doei a minha flauta de bisel.
Preta e afinada.
Em óptimo estado de conservação.
Só usada há muitos anos, nas aulas de Educação Musical.
Estava esquecida.
Sei que alguma criança ou jovem lhe dará mais valor.
E muito mais utilidade.
O mais engraçado é que lhe atribuíram um número.
E vou poder acompanhar o percurso da minha flauta.
Onde tantas vezes toquei o Hino da Alegria.
Quase a adivinhar este seu futuro...

Sem comentários: