domingo, 12 de dezembro de 2010

Bolacha Maria

Jantar em casa de um casal amigo.
Duas pequerruchas à mistura.
De repente, uma mão pequenina mesmo ali ao lado.
E, por pura gulodice, uma bolacha Maria.
Lembrou-me a minha infância.
A minha avó.
As bolachas que me estendia.
O seu sorriso.
A sua disponibilidade.
O seu infinito amor.

Sem comentários: