terça-feira, 4 de março de 2014

Felicidade Clandestina




"Sobreviver chama-se manter a luta contra a vida que é mortal."

"E eu, atingida em cheio no rosto sem cobertura - logo no rosto que sendo o nosso rosto é coisa tão sensível (...)"

"Não chegou a ser um erro, era mais um leve estrabismo de pensamento."

"(...) por que atraio pessoas que nem sequer gostam de mim?"

"A coragem (...) de nascer do próprio parto, e de largar no chão o corpo antigo."

"Faltava-lhe o peso de um erro grave, que tantas vezes é o que abre por acaso uma porta."

"Só Deus perdoaria o que eu era porque só Ele sabia do que me fizera e para o quê."

"Não, não era para irritar o professor que eu não estudava; só tinha tempo tempo de crescer."


Sem comentários: