quinta-feira, 2 de maio de 2013

Debaixo de Algum Céu, Nuno Camarneiro



Um prédio igual a tantos outros.
Uma mão cheia de vidas iguais a tantas outras.
Mas uma escrita única.
Coerente e intensa... mas muito effortless!

Vale cada cêntimo do Prémio Leya! :)

Sem comentários: