terça-feira, 2 de outubro de 2012

Apeteceu-me. Porque sim. Just because. Why not?


Apeteceu-me recortar a silhueta de Portugal.
Gosto dos contornos deste país.
É um país vertical, elegante, seco.
Um país de linhas discretas carregadas de história.
Como diria o Miguel Torga, um país que cabe nos mapas mas não cabe nas palavras... nem no coração.



Mais um babete para recém-nascidos.
Com dois lados passíveis de serem usados.

Sem comentários: