terça-feira, 14 de agosto de 2012

Era uma vez um coração


Gosto de espaços depurados.
Onde o pó não se acumula.
E as paredes refletem toda a luminosidade que invade a casa.

Mas sentia que faltava algo sobre a cabeceira do novo quarto.



Eis senão quando... Eureka!
Um quadro para colocar treze fotografias.
Ou, pensando melhor - muito melhor! - treze retalhos.

Haverá coração mais perfeito do que este? ;)


Sem comentários: