sábado, 19 de março de 2011

Compota de Benfica


Morangos frescos.
Bem lavados.
Tira-se o pé.
Voltam a ser passados por água.
O Benfica marca um golo.
Cortam-se os morangos às rodelas.
Pesam-se.
Esmagam-se com um garfo.
Ou com a varinha-mágica.
Adiciona-se a mesma massa em açúcar.
Ou um pouco menos.
Não muito menos, senão o doce ganhará bolor depressa.
Leva-se a ferver.
Mexendo bem.
Adiciona-se uma colher de café de canela.
E umas gotas de limão.
Baixa-se a temperatura para o mínimo.
Vai-se mexendo.
No ponto de estrada, retira-se do aquecimento.
Esterilizam-se frascos de doce.
Transfere-se a compota para os frascos.
Vedam-se bem.
Colocam-se com a tampa para baixo para criar vácuo.
E se aguentarem por mais tempo.
O Benfica está nos quartos de final.
E o doce, ainda morno, pinga sobre uma tosta.
Agora só falta o Porto e o Braga passarem também.
E passaram! :D

Sem comentários: